Visit Blog
Explore Tumblr blogs with no restrictions, modern design and the best experience.
#juca
antonioarchangelo · 2 days ago
Text
Logotipo de aluna do 3ªA é escolhido pela Cia de Teatro I-Juca Pirama
Logotipo de aluna do 3ªA é escolhido pela Cia de Teatro I-Juca Pirama
Com 43.8% o logotipo criado pela aluna Daiane Oliveira de Moura (3ªA), dentro da Agência Discente de Publicidade e Propaganda “Lima Barreto” foi escolhido, em votação, para ser o novo logotipo do Grupo de Teatro Experimental I-Juca Pirama. Daiane superou o logotipo da aluna Mariana Cunha (3ªB), de Estephani Fernanda Pereira de Brito Alves (3ªB), de  Brenda Valemtim (2ªC) e de Kauan Henrique…
Tumblr media
View On WordPress
0 notes
guerrilheiro-urbano · 17 days ago
Quote
O ex-capetão, chamado de 'mau soldado' —'bunda-suja'— pelo ditador Ernesto Geisel, extrapola o poder conferido pelas urnas em 2018, evidentemente esgarçado como demonstram as pesquisas e até as ruas que o escolheram como pior que a COVID, para trazer ao país o que já é chamado de Cova América.
Juca Kfouri
0 notes
falsestuff · 17 days ago
Text
youtube
Juca Chaves - Take Me Back To Piaui (1970)
5 notes · View notes
antonioarchangelo · 19 days ago
Text
Votação decidirá logotipo do Grupo de Teatro I-Juca Pirama da Escola Zita de Godoy em Rio Claro
Votação decidirá logotipo do Grupo de Teatro I-Juca Pirama da Escola Zita de Godoy em Rio Claro
Do dia 1 de junho, até terça-feira, dia 8 de junho, acontece no Instagram @AgenciaLimaBarreto a votação para escolha do logotipo da Cia. Experimental de Teatro I-Juca Pirama, formada pelos alunos da Escola Estadual Zita de Godoy Camargo, Rio Claro, SP. A produção dos logotipos foi feita pelos próprios alunos da Agência de Publicidade Discente Lima Barreto, da mesma escola e faz parte da ação de…
Tumblr media
View On WordPress
0 notes
guerrilheiro-urbano · a month ago
Text
As ruas vida e morte
JUCA FERREIRA
Nas últimas semanas, a conjuntura política brasileira vem passando por significativas transformações. O ambiente de caos e de crise generalizada está se agravando, intensificando a instabilidade e ampliando, na sociedade, o pessimismo diante do futuro.
Quase tudo parece estar sem funcionar, em crise ou em decomposição.
A pandemia de COVID–19 continua fora de controle e a tendência é que a sociedade brasileira se mantenha vulnerável diante do vírus, com um número crescente de mortes e contaminações.
Os cientistas e médicos especialistas vêm alertando que nas condições atuais de falta de planejamento e coordenação de políticas e ações de combate à pandemia, a crise sanitária tende a se estabilizar nesse patamar alto de mortes e contaminações ou, o que é mais provável, que venhamos a ter uma terceira onda da doença, mais agressiva e mais mortal.
Avaliam a possibilidade de a crise se estender até meados do próximo ano, o que obriga aos que fazem oposição política a esse processo de demolição do país a pensar, com mais profundidade, o que fazer diante de uma situação tão perturbadora.
Já somos um problema sanitário para o mundo. 
O negacionismo da extrema-direita vem impedindo que as medidas necessárias para conter a pandemia e estancar o número brutal de mortos sejam assumidas pelo governo federal.
A economia não dá sinais de melhora, pelo contrário, o neoliberalismo tosco e predatório das elites econômicas brasileiras a cada dia que passa demonstra sua incapacidade de dar as respostas que o país precisa e demonstra não ter futuro.
O ministro Paulo “Tchutchuca” Guedes (Partido Chigado-Boys), apresentado ao país por toda a imprensa e meios de comunicação como super competente e capaz de gerar uma retomada do desenvolvimento, nitidamente não sabe para onde ir e parece não ter mais recursos nem truques na manga para aplicar na gestão da economia. Insiste na quase total desregulamentação da economia como um meio, segundo ele, para destravar a iniciativa privada.
Esse ministro tem se concentrado em permitir que o setor privado se aproprie dos ativos públicos —Pré-Sal, Petrobrás, Banco do Brasil, Caixa, Eletrobrás, SUS, et cetera— e na extinção de direitos sociais. É só o que tem a propor.
Tudo indica que continuarão atacando os direitos sociais, impondo pesadas perdas e sofrimentos ao povo brasileiro, aumentando ainda mais as falências, o desemprego e a fome com aumento da já escandalosa concentração da renda no país.
O desemprego e a fome já invadiram os lares das famílias mais pobres e muitos brasileiros e brasileiras com suas crianças já estão morando nas ruas.
Bostonaro (ex-9 partidos) vem acenando para uma radicalização política, propondo abertamente o atropelo das instituições encarregadas da defesa da República e que ele não conseguir cooptar. O anti-presidente fala abertamente em dar um golpe com apoio das polícias militares, milícias, das Forças Armadas e sob as bençãos de bispos neopentecostais.
Nitidamente, o massacre de Jacarezinho não é somente uma disputa de território entre o tráfico e as milícias com o apoio da polícia e do governador. Existem muitos indícios que se trata também de uma ação política de caráter nacional. Será preciso analisar esse crime contra a comunidade do Jacarezinho como uma ação da extrema-direita sinalizando a opção pela radicalização, com escolha da violência do Estado e da morte evidenciando a tentativa de total controle do Estado nacional por parte das milícias.
A possibilidade dessa situação de violência máxima contra o povo que mora nas periferias das grandes cidades se generalizar pelo Brasil não está descartada.
Bostonaro (sem partido), seus filhos e outros, vêm construindo essa caminho com o beneplácito dos generais do anti-presidente e com uma enorme condescendência por parte das instituições encarregadas da defesa da República.
A corrupção já é praticada à luz do dia, em uma escala gigantesca. 
A descoberta recente de um “orçamento secreto” para compra de apoio político mostra que Bostonaro (ex-PSL) e seus aliados estão dispostos a tudo para compensar a perda de apoio político na sociedade.
Nesse momento, a falta de alternativa política para enfrentar toda essa barbárie cria um clima de mormaço e apatia na sociedade e continuará provocando a decomposição e o comprometimento de instituições vitais para nossa democracia e nossa República, levando de roldão, como a enxurrada de lama nas enchentes, personagens políticos e biografias.
Ao mesmo tempo, temos visto muita gente se afastando do governo, manifestando que estão se sentindo enganados e revendo seu apoio inicial ao genocida e à sua política contra nosso povo, contra nossa democracia e nossa soberania.
Nas últimas semanas esse ambiente em decomposição vem instigando os diversos setores sociais e políticos a se reposicionarem, deflagrando conflitos, diálogos, radicalizações e deslocamentos importantes.
A correlação de forças extremamente favorável à extrema-direita que vinha predominando desde a eleição do atual anti-presidente-tenente-capetão tende a se modificar. O agravamento da crise política, econômica e social está transformando o ambiente que vinha possibilitando a execução, sem maiores reações, de uma destruição ampla e sistemática do país, submetendo o povo brasileiro a toda sorte de sofrimento e aflição, por uma criminosa necropolítica.
Não me refiro apenas ao favorecimento da morte na relação de Bostossauro (sem partido) e do governo com a pandemia. Várias outras políticas e ações do governo e do presidente têm a mesma natureza, tais como as ações econômicas do ministro Paulo “Tchutchuca” Guedes (Partido Chigado-Boys) expondo os mais pobres à fome e à miséria, o favorecimento da destruição da Amazônia e muitos outros crimes, que têm sua versão mais dramática no massacre na comunidade do Jacarezinho, no Rio de Janeiro, uma ação nitidamente de terrorismo de Estado, uma operação política para desafiar e desmoralizar o Supremo Tribunal Federal (STF), intimidar a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) e para desestimular qualquer movimento social de oposição.
Bostonaro (ex-PTB), o governo, as FFAA e os setores das elites que lhe dão sustentação já começam a ter a sensação que a casa está caindo… 
Os mais oportunistas já estão pulando pelas janelas.
A tendência, daqui para frente, é que a velocidade das mudanças conjunturais vá se acelerando e com ela a emergência de novos desafios e a necessidade imediata de respostas efetivas por parte daqueles que lutam pela retomada do caminho democrático.
Ninguém se iluda que essa tendência de enfraquecimento e isolamento do governo terá um final sem intercorrências como um rio que corre para o mar. 
Haverá reações e a reconstrução do Brasil não será coisa fácil. 
Teremos um longo e difícil caminho a percorrer em direção a uma conjuntura favorável ao povo brasileiro.
A superação da conjuntura atual será produto de muitos processos, conflitos e realinhamentos na sociedade e, principalmente, da condução e da ação política dos partidos e setores democráticos. 
Por isso, a definição do que e como fazer é urgente e incontornável.
O maior e verdadeiro desafio político que essa conjuntura complexa está nos impondo é a definição da estratégia de enfrentamento do fascismo social e sua de expressão política.
Os setores democráticos precisam de uma carta de navegação para atravessar os atuais mares revoltos da conjuntura política e para conduzir com segurança o barco da democracia.
Não se trata de subestimar nenhuma frente de luta, de secundarizar a luta política institucional, nem nenhuma outra frente que tenha feito parte até agora da resistência.
Seria um contrassenso, principalmente agora, quando o Senado tem uma CPI em funcionamento, revelando para toda a sociedade o lado nefasto de Bostonaro (ex-PP) e do seus apoiadores.
Não é por acaso que estou apontando a necessidade de uma análise de conjuntura mais apurada, uma maior capacidade e agilidade para acompanhar as turbulências e mudanças conjunturais com uma reflexão sobre essa difícil questão do que fazer. 
Estamos diante de um dilema cuja resposta não é imediata, nem fácil.
Os setores técnicos e científicos especializados no combate à pandemia apontam que a maior probabilidade é de que até a metade do próximo ano, não teremos um nível satisfatório de vacinação que nos dê segurança sanitária para restabelecer a convivência e o contato físico sem restrições. 
Por isso, temos que pensar o que fazer nessas condições adversas.
Na verdade, a questão das manifestações nas ruas já está posta e se não temos condições hoje, nem nos próximos dias de realizarmos manifestações de forma bem sucedida e segura, temos que reconhecer que essas condições não serão criadas por geração espontânea.
O tempo da política não espera. 
Hoje, Bostonaro (sem partido) está sofrendo reverses e tem perdido apoio. 
Esse processo não é irreversível. 
Não vou analisar aqui, mas ele não está morto politicamente, nem está parado. 
O orçamento secreto é uma demonstração clara que não medirão esforços para conter o desgaste e a perda do apoio no Parlamento e no âmbito da politica institucional. 
A extrema-direita não costuma recuar. 
Quando estão acuados e isolados, ficam mais violentos e irracionais.
Hoje, sob o ponto de vista político, é inevitável a discussão em torno das demonstrações populares na rua.
Todo grande movimento social é precedido de um intenso processo de fermentação, articulação e organização.
Cabe aos movimentos sociais e partidos discutir essa questão, preparar e ajudar a criar as condições necessárias para que essas manifestações sejam de fato multitudinárias e seguras.
Se o povo brasileiro não for para as ruas dar um basta neste genocida, ele, seu governo e toda essa estrutura econômica, social, política, civil e militar, que lhe vem dando apoio, vão encontrar um jeito de se manter no comando da demolição do país por muito mais tempo.
Me chama a atenção a Colômbia estar na rua, protestando contra o neoliberalismo da extrema-direita e contra praticamente a mesma reforma tributária que estão aprovando no Brasil. 
Lá também tem crise sanitária.
Jacarezinho saiu em manifestação protestando contra a chacina. Como se dissessem: é melhor morrer lutando, do que ficar em casa, com a boca escancarada cheia de dentes esperando a morte chegar!
Tenho muitas dúvidas, chego a não acreditar, que se pode retomar o Brasil das mãos da morte sem que os setores democráticos acumulem força e sem antes uma demonstração de ganas e disposição, sem mostrar os dentes sem ocuparmos as ruas com volume e energia.
As infovias têm seus limites, apesar de estarem sendo um importante território de resistência no Brasil.
Essa questão das estratégias e táticas para dobrar a morte e os seus representantes da extrema-direita está na ordem do dia.
0 notes
luciogoldfarb · 3 months ago
Text
Brasil Já Vai à Guerra
Brasil Já Vai à Guerra
Uma das consequências curiosas do governo Bolsonaro é a desmistificação dos generais. Muitos brasileiros desencantados com os rumos da política viam o exército como a reencarnação de Dom Sebastião. Acreditavam que por vestir uma farda caqui-esverdeado, generais seriam capazes de administrar estatais e ministérios, mesmo sem ter qualquer qualificação. Pois o governo Bolsonaro pôs às claras a…
Tumblr media
View On WordPress
0 notes
baby-blue-bats · 3 months ago
Text
I'm out here
. . .
Thinking about girl meets world again
And how I would kill for Jucas or Jucaya content
Yep
That's all
4 notes · View notes
athys-obelia · 4 months ago
Text
athy: that's so annoying
athy: like okay, we get it, you're tall
lucas:
lucas: i apologize
lucas: my childish behavior really makes me six two my stomach
39 notes · View notes
antonioarchangelo · 5 months ago
Text
Trabiju terá eleição para prefeito e vice em 7 de março
Trabiju terá eleição para prefeito e vice em 7 de março
TRE-SP Foto: Agência Brasil A cidade de Trabiju, no interior do Estado de São Paulo, terá nova eleição para prefeito e vice-prefeito no próximo dia 7 de março. O pleito ordinário, realizado em novembro passado, acabou com a vitória de Juca Tavoni (MDB), que teve o registro de candidatura indeferido pela Justiça Eleitoral. A eleição suplementar é regulamentada pela Resolução 520/2020 do…
Tumblr media
View On WordPress
0 notes
darlynquinn · 5 months ago
Text
Tumblr media
¡Bien!
Este es otro de mis nuevos blogs aquí en tumblr, y de lo que voy a hablar es sobre una tal lady bloqueadora, y si, es la que se ve arriba⬆️del texto.
Hay varios blogs y videos hablando del tema en tendencia pero en este caso pondré el link de un video que de casualidad lo encontré en el pinche monopolio de YouTube que precisamente habla del tema en tendencia... igual hubiera puesto que es el tema en cuestión pero como anda sonando fuerte el pinche chisme y cómo está de pinche moda la palabra tendencia pues me veo creo obligada a usar esa palabra ya que de no hacerlo creo que quienes lean mi blog o se me aburrirían o no entenderían todo lo que explico ya que, al no meterles por el craneo bien duro la palabra (Tendencia), terminarían frustrándose al leer este blog, y como yo quiero que las personas lean mi blog pues por obligación, creo, tendré que incluir la palabra dicha en toda la maldita internet, que es: -Tendencia-. Continuo.
Como decía, desde hace semanas que me enteré de la existencia en twitter de una persona pública dedicada a la política y ¡claro! Al robo del dinero del pueblo, y que fue tachada (con justa razón) como: -Lady bloqueadora-.
Y como, amigo ciber lector, has de notar, que, en la imagen de arriba, de hecho ahí aparece como portada en su cuenta de twitter, un dibujo hecho por alguno de sus amigos para que ella la pusiera ahí como si eso fuese algún tipo de orgullo. Claro que esa bestia le pagó a su disque amigo de la hipócrita conveniencia a que le hiciera un dibujo interpretando sus ciber acciones en twitter, y como una de estas es la de bloquear a todo aquel que apoye al presidente Andrés Manuel López Obrador, pues ella en sus alucinaciones cree que bloquear para ella es una de esas victorias que solo puede imaginar... ¡pobre! Al creer que bloquear para ella eso significa ganarle a la gente pues, yo me pregunto... ¿en que mundo vive esa loca?
En fin, sin salirme del tema, ya que el objetivo es precisamente hablar de doña loca alias Lady bloqueadora, precisamente por eso incluí el enlace de un video blog que habla del mismo tema, y es del canal de Rata Política... ¡aclarando en corto! Pongo el nombre del bloguero, no por darle alguna promoción, sólo para que se sepa la fuente del cómo fue que me enteré del chisme y lo doy a conocer en mi cuenta de blogs en tumblr y si, diré el porqué enlacé el video aquí. Y precisamente lo hice porque desde semanas atrás me enteré, como dije un párrafo arriba, de la existencia de esa loca sátrapa parasita de mi país, pero sólo supe que se hablaba mucho de una tal Lady bloqueadora pero nunca me dio ni el mínimo interés en saber quien es ni en buscar su perfil, cuenta o lo que tuviera tal gente en internet. Así que lo dejé pasar haciendo todo tipo de omisión a un chisme que no me estaba interesando.
Pero precisamente al encontrarme de casualidad este video que habla del tema del cual había omitido a mis bellos oídos de escuchar algún tipo de nota o información más basura que toda la lengua de un tal E. Peña Nieto, y como el canal es de un video bloguero que es de confianza, pues precisamente por eso me decidí a checar su video y bueno, a continuación lo describiré en breve para llegar al final y así mi blog sea lo posible y ligeramente leído por los ciber lectores en la internet. Así que, checando el video...
Rata Política habla de la cuenta en twitter de doña loca bloqueos y su cuenta está así: Ma Elena Pérez-Jaén Zermeño. ¡Pinche nombrecito más largo que ni el de la mismísima Corregidora!... creo. Centrándonos en el asunto; Rata Política habla del tema y la menciona en su video como (ya lo he hecho en este blog en párrafos arriba, prefiero ahorrarme la molestia de estar repitiendo el nombre tantas veces como si estuviese haciendo alguna promoción a modo de mensaje manipulador), en fin, centrándonos en el asunto. El bloguero explica en su video que al enterarse del chisme va al sitio a checar en su cuenta y en la lupa de -Búsqueda- hace esa acción escribiendo el nombre de aquella loca y aparece que ésta bloqueó no sólo a un tal Juca Noticias sino también al mismo Rata Política, y de eso ambos blogueros se sorprenden, lo cual es justificado a toda razón. Pero lo que yo me pregunto es: -Si ambos blogueros que de izquierda son y hablan dando a conocer una transparencia ejerciendo un derecho de todos que es el de la Libertad de Expresión, entonces, ¿porqué la seguían? Si twitter es una de esas redes sociales para ganar fans, mi pregunta aquí es la que repito ¿porqué la seguían si sabían bien que estaban registrados como fans-seguidores de esa más loca que ni el Gil de Locozasno?
Siendo serios, la verdad no entiendo porqué los canales de Juca y Rata P. Hacían eso. Y ¡claro éstos no fueron los únicos quienes la seguían, seguro hay o había más canales de izquierda que también siguen a esa bestia y que por alguna “extraña” razón no hayan sido bloqueados. Y si, digo extraña porque pienso que aún no encontraría lógica si me llegase a enterar de que hubo canales de izquierda que se “salvaron” de haber sido bloqueados por calibre arpia gastadora del erario público.
¡Bien! He terminado con mi blog, tal vez llegue a convertir este escrito en audio para loquendo y sea escuchado en mi página en facebook, ya que, escribir es un esfuerzo de súper héroe. Yo me retiro, y aquí dejo el enlace para que vayas analizando las cos cosas: -mi blog, y el video enlazado abajo.
No te olvides de comentar tu opinión y/o análisis.
Antes de irme; para que no quede mi análisis a medias, dejo la cuenta en arroba de la bestia gasta dinero público para que la puedas encontrar en twitter más fácilmente. Así➡️@MElenaPerezJaen
¡Hasta luego!
Arlyn Quinn @ArleinQ @arlyn7quinn
youtube
1 note · View note
etherealupin · 7 months ago
Text
i just spent 35 minutes crying my eyes out over my geography final assignment i was supposed to get started, like, yesterday, and the other 15 things that i have to do today (with 1h 10m left) are not gonna get done any time soon, so tomorrow I'm gonna have to double the amount of things to do. and i just want a conversation with whomever thought stressing students out and making them not sleep and be mentally healthy over an assignment or a deadline is okay.
i need a shower, but i have to get to work, so it can wait. i need sleep, but i have to get to work, so it can wait. i need to, idk, LIVE, but i need to get to fucking work, so that's gonna have to wait too. i shouldn't have to postpone living and sleeping and showering for a fucking assignment. or 20.
i hate this. i hate this so fucking much.
1 note · View note
etherealupin · 7 months ago
Text
kind of an idea(??
OKAY so sidenote. i was incredibly sad when i wrote this and it's bad and I don't know BUT if i never post anything, im never gonna work up the courage SO here it goes.
college!au where they like work at the shops (is shops the word? store? idk) in like a campus ig?? idk it's something
The clock struck 8 a.m. and the tips the customers left on the tables were less than any other Monday. The sunlight of that autumn morning was nowhere to be seen. It was probably gonna rain, judging for the dark grey the clouds painted.
A laugh echoed loudly through the cafeteria when Lily received an order with the line “hi, welcome to Chili’s”. Some giggling was heard from the line of people waiting.
The sky started falling down, and a loud thunder made Sirius sigh. Out the window there were a bunch of students, fighting to get some air in spite of the inevitable rain, running towards the gallery between the houses. Maybe they wouldn’t make it home dry, just soaking wet instead. Sirius found it depressing. Rain, and thunders, and grey clouds. They meant the day was ruined. But the sunny afternoons, the warm feeling of sunshine in your face, was something he was quite fond of. It took him back to his hometown, when he was a kid. The playground two blocks away from his house was always a zone of warmth.
He pulled himself out of that spiral of reminiscence and absentmindedly started taking the next order.
“hi, welcome to—“
“please say chili’s—"
2 notes · View notes
henrique-brito-universe · 8 months ago
Text
Advogada Letícia Kaplan, filha de Bob Fernandes e Ana Kaplan, morre aos 24 anos
Tumblr media
"Pertinho de minha casa vivia um sol. Leticia Kaplan Fernandes, já formada advogada com louvor pela Fundação Getúlio Vargas e um brilhante futuro pela frente. Agora há pouco, porém, o sol se pôs", escreveu Juca Kfoury
A advogada Letícia Kaplan Fernandes, filha do jornalista Bob Fernandes e Ana Kaplan, morreu neste sábado (10) aos 24 anos. A causa da morte não foi informada.
Em sua coluna, o jornalista Juca Kfoury, amigo de Bob, prestou homenagem à advogada.
“Pertinho de minha casa vivia um sol. Leticia Kaplan Fernandes, já formada advogada com louvor pela Fundação Getúlio Vargas e um brilhante futuro pela frente. Agora há pouco, porém, o sol se pôs”, publicou Juca no fim da tarde, prestando solidariedade a Bob, Ana e Luana, irmã de Letícia.
A Escola de Direito da Fundação Getúlio Vargas divulgou nota de pesar.
“É com imenso pesar que comunicamos o falecimento da nossa querida ex-aluna Letícia Kaplan Fernandes. Letícia é ex-aluna formada da turma de 2014. Neste momento de profunda dor, gostaríamos de nos solidarizar com os familiares e amigos e manifestar nossos mais sinceros sentimentos. Sempre lembraremos da Letícia com enorme carinho”.
A Fórum se solidariza com a família do jornalista Bob Fernandes, um dos grandes batalhadores do jornalismo progressista – e, sobretudo, humano -, neste momento de incomparável e irreparável dor.
Fonte: Revista Fórum
Văn Thị Thái Thắm Tv
Leticia Kaplan, filha do jornalista baiano Bob Fernandes, morre aos 24 anos
Assista ao vídeo / Frases e Pesia!
youtube
No Twitter
Receba meu abraço apertado, @Bob_Fernandes . 😔
— Jandira Feghali 🇧🇷🚩 (@jandira_feghali) October 11, 2020
  Toda a minha solidariedade e os meus melhores sentimentos ao grande jornalista @Bob_Fernandes pela perda da filha Letícia. Que todas as forças da natureza alcancem a família do Bob.
— Bohn Gass (@BohnGass) October 11, 2020
  @Bob_Fernandes minha solidariedade pela perda de sua filha,tão jovem.Ela partiu porque já estava madura para cair nos braços de Deus-Pai e Deus-Mãe de bondade para o abraço infinito da paz e do amor."Morrer é fechar os olhos para ver melhor".Ela não é ausente, apenas invisível.
— Leonardo Boff (@LeonardoBoff) October 11, 2020
  Letícia, 24 anos, advogada, filha de Ana Kaplan e de Bob Fernandes, jornalista, meu querido amigo há mais de 40 anos, morreu, hoje, em São Paulo. Ninguém merece enterrar um filho, ninguém. pic.twitter.com/GuxgoicEWH
— Blog do Noblat (@BlogdoNoblat) October 11, 2020
1 note · View note